segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Resposta da adivinha do dia!

Lamentamos informar que nenhum dos participantes desse passatempo acertou na resposta.
Trata-se da "cabeca" da peanut head moth, ou crocodile head moth, ou seja, 'e um close up de uma borboleta nocturna, que tem este lindo prolongamento da cabeca para assustar os seus predadores.
Apesar de ninguem ter acertado a adivinha, vamos levar um frasco de salsa Lizano para todos os que ao menos tentaram: Ana, Clau, Nuno e Catia (estes ultimos so recebem 1 frasco, em virtude de partilharem as refeicoes).

Meet the Animals IV

O Tarzan e um macaco capuchinho de face branca bastante agil tendo em conta que nao tem um braco! A sua historia e triste, depois de ter sido adoptado como animal de estimacao foi abandonado, e sendo ele um macho, seria impossivel ele integrar-se num grupo que lhe oferecesse protecao. Foi atacado por um grupo de macacos uivadores, e quando chegou ao veterinario conseguiram salvar-lhe a vida, mas nao o braco.
Mas sinceramente acho que ele nao 'e nada traumatizado! Ele 'e o mais travesso, e de manha quando o deixamos sair da sua instalacao tem de estar tudo alerta, principalmente as meninas, que ele escolhe como alvo preferencial (so os rapazes podem tratar dele).
Apesar de todos os animais aqui terem a sua historia, nao 'e possivel contar a de todos, por isso aqui fica uma breve apresentacao de mais alguns:
Ronaldo - fomos nos que o baptizamos :)
Feliz & Good Bird - os tucanos de estimacao
Esquilos - 3 travessos
Max & Ginger - os nossos porcupines! So os espinhos amarelos 'e que picam, por isso podemos fazer-lhes festinhas


quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Resgate na casa dos voluntarios

Meet the animals III

Evee & Doddles... Que se pode dizer delas? Elas sao os bebes adorados e mimados por todos. E compreensivel:


Tratam-se de duas macacas uivadoras bebes que por alguma razao foram encontradas sozinhas na selva (costumam andar em grupos) e trazidas para Rainsong. Desde entao tem sido uma batalha para mante-las de boa saude, ja que estes macacos sao extremamente dificeis de criar em cativeiro. Mas ate agora tudo bem, excepto uns gases e recusa em beber leite (resolvido com umas gotas de mel no biberao).As pequenas estao a comecar a desenvolver personalidade: Doddles e a maior e mais rebelde, senta-se logo na cabeca do seu tratador e esta a comecar a ser agressivo com Evee, que e muito mais reservada, timida e assustada. Claro que como eles gostam de andar em cima do pessoal, ja toda a gente teve a experiencia de ter coco e xixi de macaco na cabeca, ombros e roupa. Mas enfim, they are adorable!

Adivinha do dia!

Alguem sabe o que e isto?
Esta a valer um fasquinho de Salsa Lizano, um must da Costa Rica!

Mais Americanisses

A nossa mais recente descoberta alimentar: Peanut Butter & Jelly!
A tipica sandwiche americana. WE LOVE IT!

Honey Moon Hut @ Rainsong

A pouco mais de um mes do nosso regresso a Portugal, podemos dizer que temos vivido em condicoes muito diferentes daquelas a que estamos habituados back home. As dificuldades em ter electricidade, agua e internet, as longas caminhadas diarias para chegar seja onde for, a falta de paredes e janelas, os produtos e servicos que nem sempre sao faceis de obter, a constante busca por bicharada mesmo na casa de banho (por razoes de seguranca). Nao me interpretem mal, nao me estou a queixar: nem podia ser de outra maneira!

Queria entao convidar-vos a visitar a nossa casinha @ Rainsong, conhecida como Honey Moon Hut (so para casais).
Rainsong tem duas areas: o centro de resgate onde esta a maioria dos animais, e a Finca. Todos os dias fazemos este percurso uma mao cheia de vezes, ja que os voluntarios ficam na Finca e o centro de operacoes e no centro de resgate.
A nossa casa fica numa das subidas da quinta, e tem este carinhoso aspecto:

Vista da nossa cozinha/ sala

No piso de baixo temos a nossa cozinha e area de estar, compostos por 1 lavatorio (que so as vezes tem agua e nao e potavel), um fogao a gas, um frigorifico, duas prateleiras (que recentemente foram atacadas por cabras, cavalos ou macacos, ainda nao sabemos ao cert
o), uma cama de rede e uma mesa e bancos de madeira. No piso de cima encontra-se a cama e as mochilas. E e isto!
O duche fica a mais ou menos 50m, e de agua fria, e tem um lindo tecto panoramico, principalmente quando esta a chover.
Mais uns metros abaixo fica o Main Lodge de voluntarios, ou a casa dos voluntarios solteiros. E aqui que passamos a maioria das noites a dizer parvoices, pintar pedras e o frigorifico, fazer pulseiras e festas ocasionais.
Quanto a casa de banho fica a uns metros da casa de voluntarios, mas nada justifica uma foto: e apenas uma sanita num cubiculo de madeira.
Ficam todos desde ja convidados a visitar-nos em Rainsong! Tragam o vosso saco cama e repelente!

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Marketing de Experiencias ;)

Ha uns tempos tive o privilegio de estagiar no Jardim Zoologico de Lisboa. Lembro-me de uma noite em que saimos mais tarde de uma reuniao e alguem se lembrou de ir espreitar a Baia dos Golfinhos. Fomos todos, claro.
Mal alguem tentou saltar as cancelas soou o alarme, sinal de que estavamos em sarilhos... No dia seguinte ninguem se livrou da repreensao da coordenadora.
Isto para explicar a experiencia que tivemos ontem a noite. Mais uma vez algurm se lembrou de ir ver os animais a noite, e la fomos nos de lanterna, a chover, estrada abaixo.
Desta vez foi tudo muito diferente. Mas chegamos ao santuario o Simon veio logo receber-nos e claro que nao se opos. Foi unico, andar de lanterna na mao a espreitar as casotas, entrar nas instalacoes dos animais nocturnos e brincar com eles, descobrir um lago cheio de ras coloridades e ver o Helder a patinar duas vezes nesse mesmo lago.
Espero que pelo menos as amigas do Jardim Zoologico compreendam. Desta noite nao ha fotografias, apenas uma experiencia.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

LOST (Megan Style - T.1 - Ep. 2)

Acabou o trabalho e Megan decidiu ir dar uma volta. Nao tinha sido um dia facil, afinal a Amanda tinha recebido um telefonema a informar da morte do seu pai e iria regressar aos EUA.
A Megan passou as instalacoes de Titania, o ocelote e cruzou-se com Simon. atirou-lhe um "Las playas son bonitas en Costa Rica" e sorri. Estava a comecar a falar espanhol.
Ela comecou a abrir caminho pelo meio da selva, e sem saber como chegou as cascatas onde tinha estado na tarde anterior. Atravessa-as e embrenha-se cada vez mais na selva.
A noite caiu depressa e quando deu por si ja mal via o sitio onde se encontrava. Decidiu voltar para a cascata. Pelo caminho perde um sapato, e como nao o conseguiu encontrar deitou fora o outro com raiva. Depois foi contra uma vedacao de arame farpado. Quando chega ao rio ja era noite cerrada e ela estava cansada e chateada. Decidiu deitar-se no chao da selva. So lhe restava esperar.

Na segunda-feira a noite nao lavamos a loica

Tinhamos uma aranha no lavatorio...

Meet the Animals II

Os ursos de peluche sao algo que sempre me intrigou: os ursos nao sao propriamente animais fofinhos e queridos, excepto quando sao bebes... No entanto agora sei de onde vem os ursinhos de peluche! Certamente foram inspirados nas "martillas" tambem conhecidos como kinkajus e ursos do mel. Vejam la se encontram as semelhancas:


Esta ursinha carinhosa e a Kinky! Veio para Rainsong ainda bebe depois de ter sido electrocutada pelos cabos de electricidade, um problema comum na Costa Rica e que afecta muitas especies, nomeadamente os macacos.
Os Kinkajus sao animais nocturnos, dai nunca termos visto a Kinky em plena actividade, no entanto vimos um bando de Kinkajus a noite em Mastatal.
A Kinky e adoravel. Quando interrompemos o seu sono a meio da tarde para lhe dar fruta brinda-nos com aqueles olhos lindos e muitos beijinhos. Ah e costuma catar a Daniela...
Digam la que nao e o ursinho mais adoravel que ja viram!

domingo, 13 de setembro de 2009

Meet the Animals I


A Anti é uma papa-formigas que veio para Rainsong em Novembro de 2007. Era uma rescém nascida, ainda tinha os olhos fechados.
Quis o destino que caísse das costas da mãe quando esta estava a ser perseguida por cães perto de Sta. Teresa. Os populares conseguiram recolhé-la sem danos físicos, estava apenas um pouco stressada.
Como a Anti foi criada em cativeiro nunca poderá ser libertada (de acordo com as directrizes do MINAE, uma espécie de Ministério do Ambiente ou ICN, mas um pouco mais activos).
A Anti é um doce de oso hormiguero que consegue estar a dormir, coçar-se e comer a sua papa ao mesmo tempo. A rotina da Anti passa por levá-la a passear e caçar formigas de manhã e à tarde, dar-lhe a sua papa, lavar-lhe as instalações, e à tarde pô-la a dormir. É uma criatura totalmente pacífica e mansinha, no entanto fica um pouco rebugenta se não dorme com o seu lençol e urso de peluche.

Nenhuma vaca invade o espaco da nossa Anti!

LOST (Megan Style – T.1 – Ep.1)

10 de Set. 09; 17:00h; GMT +7
Acabado o trabalho é tempo de relaxar, tomar um duche (à chuva) e começar a preparar o jantar (arroz com feijão ou arroz com feijão?). A noite caíu depressa, e na cabana dos voluntários “solteiros” a Amanda e o Adam conversavam. O nosso jantar estava feito e iamos começar a comer quando ouvimos o pessoal lá de baixo a gritar algo que viríamos a identificar como “Megan!”.
A Megan também é voluntária aqui em Rainsong, e tinha decidido ir dar uma volta ao entardecer. No entanto a noite já tinha caído e ela não havia regressado.
Dividimo-nos em dois grupos, cada um de lanterna na mão e fomos procurá-la. Ao fim de uns 30 minutos, nada.
O Simon juntou-se a nós. Ele é um filho da terra e se alguém é capaz de encontrar a Megan, é ele.
Os voluntários reuniram-se na cabana, todos com os piores receios na sua cabeça, no entanto ninguém ousava expressá-los.
Só nos restava esperar.

To be continued…

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Rainsong, o novo projecto

Ola pessoal, estamos de volta :)
Estamos no novo projecto que se chama Rainsong. 'E um santuario de vida selvagem, ou seja 'e uma associacao que recebe animais feridos, abandonados e afins, tenta recuper'a-los e depois reintroduzi-los. Que animais? Ora vamos l'a ver, temos 4 macacos, 3 esquilos, 1 porquinho da 'india, uma iguana verde, uma data de aves, e mais uns quantos mam'iferos estranhos dos quais ainda nao sei o nome. Devem estar a perguntar-se se nos podemos mexer nos animais, fazer festas, lev'a-los a passear... e a resposta 'e sim! Estamos com um pequeno problema tecnico com este pc que estamos a utilizar, mas prometemos fotos deliciosas ;)
Quanto as nossas condicoes de habitacao, voltamos para a bela da cabana de madeira, sem rede de telemovel, a ter de lavar a nossa roupa, e agora acresce-se o facto de termos de fazer a nossa comida tambem. Tenho a sensacao de que o Helder esta a emagrecer um pouco... Mas em comensacao 'e o tratador designado do Tarzan, um macaco capuchinho de face branca que nao tem uma mao.
Bem, eu sei que isto de fazer posts sem fotos nao 'e tao aliciante, mas como eu disse, vamos ter umas belas fotoreportagens brevemente!
At'e l'a...

domingo, 6 de setembro de 2009

Ola & Adeus Uvita e 1Kg de azar

O sitio para o qual fomos em Uvita tinha as seguintes condicoes:
- Duche de agua quente;
- Maquina de lavar roupa;
- Internet e rede de telemovel;
- Trabalho leve e muito relax;
- Casa de banho a 10 passos do nosso quarto...
... entre outros pequenos pormenores que nao temos tido na nossa vida no ultimo mes.
Optimo, certo?
Errado, ja nao estamos em Uvita. Houve algo naquele lugar que fez com que nao nos sentissemos bem; tudo parecia demasiado desorganizado, ninguem parecia perceber muito bem o que era suposto estar a fazer ali. Entao inventamos uma desculpa e pusemo-nos a andar. Mas infelizmente a historia infeliz nao acaba por aqui, tivemos duas baixas no nosso equipamento: a minha maquina fotografica pifou de vez (sorry Ana, ja nao ta vou poder emprestar mais), e o ecran do nosso portatil tambem, o que significa que vai ser mais dificil por fotos nos nossos posts. Tudo vai depender das condicoes dos proximos sitios para onde formos.
Estes dias nao foram nada faceis, alias foram os dias mais dificeis desde que viemos para a Costa Rica. Mas faz parte (penso eu), e 'e com as dificuldades que aprendemos. Amanha partimos para outro projecto e estamos super entusiasmados. Nao vou revelar ja qual 'e, esperem so mais uns dias para vermos como corre a nossa chegada!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Americanisses

Apesar de estarmos na Costa Rica temos estado mais tempo com americanos do que com Ticos. Obviamente não há muitos “locals” a fazer voluntariado e os estrangeiros têm esta coisa engraçada de estarem sempre a identificar-se uns aos outros e a meter conversa. Mas este intercâmbio cultural com os americanos tem sido o máximo.
Parece que nós não somos gringos, já que esta palavra se aplica apenas aos americanos. Houve um sujeito que nos deu uma explicação para esta palavra, no entanto necessita de confirmação: parece que quando os americanos ocupavam a Nicaragua vestiam-se de verde e a população da América Latina queria eles fora de lá, então diziam “Green Go!”, ou seja Gringo.
Uma coisa que nos apercebemos logo quando cá chegamos é que se perguntamos a um americano de onde ele é ele responde com o nome do estado. Será que é porque pensam que é obvio que são dos EUA? Eu acho que é por os EUA serem um país muito grande e diversificado e dizer “apenas” que se é de lá não é o suficiente para se “localizar” a pessoa tanto geografica como culturalmente.
Já tinha referido noutro post que estava bastante surpreendida com a sua cultura e conhecimentos, mas também acho que temos tido sorte com as pessoas que nos temos cruzado. Com todos eles surge sempre a conversa da aprendizagem de línguas (Nuno, esta é para ti). Parece que por aqueles lados aprender uma segunda língua não é algo relevante nos currículos escolares e ficam espantados quando dizemos que os nossos miúdos começam a aprender inglês no primeiro ciclo. Todos tiveram um ou dois anos de uma língua estrangeira, mas nenhum considera que aprendeu o mínimo para manter uma conversa. Achei particularmente interessante a opinião da Kathleen já que ela acha que é uma das razões pelas quais os americanos são considerados arrogantes, pois ao não conhecerem minimamente uma segunda língua obrigam as pessoas dos locais para onde viajam a conhecerem o inglês. E como de facto muitas pessoas falam inglês os americanos não fazem o esforço de aprender a língua local.
Acima de tudo tenho aprendido que os EUA são mesmo um país muito grande e com pessoas muito diferentes, e que aquilo que nos é transmitido não pode ser generalizado a uma população tão diversificada. Agora se falarmos do pessoal do poder e do dinheiro tudo muda, mas felizmente acho que não vamos encontrar muitos desses por estes lados.

Adiós Mastatal

Estamos de partida de Mastatal, o nosso próximo post será escrito a partir de Uvita na costa do Pacífico. Quinta-feira despedimo-nos da nossa cabana, do nosso projecto, das pessoas, e de Mastatal. Independentemente dos altos e baixos que possam ter havido foi sem dúvida uma experiência positiva, principalmente porque estivemos em contacto com a pura realidade dos Ticos, como vivem, como trabalham, como comem, o que fazem nos tempos livres. Creio que em nenhum dos próximos projectos teremos algo tão autêntico como aqui. As crianças que brincam descalças na chuva, as pessoas que dizem bom dia quando se cruzam na rua, o pessoal na soderia… Enfim, isto é a verdadeira Costa Rica, e sem dúvida que vamos recordar Mastatal para sempre.

O nosso projecto

Agora que estamos de partida do nosso primeiro “local de trabalho” chegou a altura de vos pôr a par do projecto que temos vindo a desenvolver. Sentem-se, respirem fundo… Estivemos a iniciar a construção de uma casa de banho seca. “Foram para o meio da selva, sujeitando-se a serem mordidos por cobras e atacados por aranhas para construir uma casa de banho?!”. Sim, mais ou menos isso. Mas uma casa de banho seca tem muito a ver com questões ambientais e de sustentabilidade, e estas são de extrema importânica num ecossistema sensível e num local onde as condições sanitárias não são própriamente como nas nossas cidades. As casas de banho secas têm como vantagens a não utilização de água, produz fertilizante (não para a comida, mas ficam sabendo que o solo da floresta tropical é extremamente pobre, e este tipo de fertilizante pode ser muito útil), é barato, pode ser construído com recursos locais e (aquilo que se devem estar a perguntar neste momento) é um sanitário limpo e sem odores.

Uma vez explicado o projecto, aqui ficam umas imagens mais esclarecedoras:

Isto é a aparência do sítio antes de deitarmos mãos à obra.

Isto é o que conseguimos fazer num mês

Este é o aspecto de uma casa de banho seca terminada

Sei que pode parecer estranho, mas são pequenas coisas como estas que podem fazer a diferença… Mas claro que não fizémos só isso. Por exemplo também plantamos ananases J Apenas duas conclusões a que chegamos após ter feito este trabalho: o Hélder odeia trabalhar com níveis, e caso eu não arranje emprego na minha área quando voltar, talvez tente a construção civil…

Meet the people II

The English Team
No dia em que chegaram o pessoal juntou-se para jogar futebol no campo de Mastatal. Quando lá chegou o Marcos perguntou “Where is the English Team?!”. Não estavam lá, e a partir daí passaram a ter essa alcunha, “English Team” ou apenas “England”.
São dois, um deles chama-se Ben e o outro Ed, mas sinceramente não sei quem é quem. Os dois jovens de 18 anos andam sempre juntos, só um deles fala e não alinham nas cenas do pessoal, se bem que nos últimos tempos as coisas têm melhorado um pouco. Entretanto lá nos vamos habituando a estes jovens, e ao menos sempre nos proporcionam umas boas risadas sempre que alguém pergunta por eles: “Where is England? Have you seen England?!”.

Evan, the Snake Killer
O Evan é uma personagem daquelas. Com os seus 18 anos decidiu vir passar as férias à Costa Rica e fazer voluntariado, então pôs a guitarra às costas, agarrou em meia dúzia de coisas e veio aqui parar, nem ele sabe bem como. O Evan tabém já voltou para a sua terra (EUA) o que é uma pena pois estavamos sempre a rir com as saídas e histórias dele, como quando ele matou uma fer de lance (Fuck, it was going to kill me!!!), quando a sua guitarra caíu na cabeça de alguém enquanto ele dormia no autocarro ou quando andava descalço no meio da selva à noite e sem luz.

Shannon
O Shannon é um fixe, mais uma daquelas pessoas que poderia facilmente fazer parte do nosso grupo de amigos. Ele tem 25 anos, é de Massessuchts (e dizer isto sem que eles se partam a rir?), vive em Boston e é estudante de arte, sendo a sua arte a cerâmica.
Foi a nossa companhia no passeio a Manuel António e passamos uns bons momentos os três. Ele é muito relax, “always chillin’”, tasse bem… Gosta de ouvir hip hop (não aquele que passa na MTV) e o seu desporto de eleição é o basquetball. Era muito fixe que o voltassemos a encontrar e é claro que os convites para uma visita à sua ou nossa terra foram feitos. Com tantos convites pa ir aos States tá visto que vamos ter de lá ir. Chatisse pá!

Jacque kick-ass
Esta jovem é daquelas pessoas que só se encontra quando se anda por ai a fazer destas coisas. É dos EUA (pra não variar), tem 25 anos, uma licenciatura em psicologia e simplesmente decidiu viajar. E gostou tanto que quando regressar vai vender os seus pertences, trabalhar dois meses em agricultura e viajar novamente, desta vez para a Nova Zelândia. É uma fixe e desta podem acreditar que temos muitas histórias pa contar ;)