sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Fer de Lance

No caminho para o jantar tivemos o nosso primeiro encontro com este bichinho... uma das principais causas de morte na América Latina, é uma serpente super venenosa e que normalmente nao foge quando se sente ameaçada, simplesmente tenta morder.

Buen Provecho

Meus amigos, a comida… A comida é simplesmente maravilhosa! Comemos imensos legumes e fruta cozinhados da forma mais criativa possível, carne só à 6ª feira no churrasco semanal. Os Ticos devem pensar que nós somos uns bichos estranhos, já que estamos sempre a perguntar o que é que estamos a comer… Mas deêm-nos um desconto, nem mesmo a fruta que conhecemos (uma minoria) corresponde ao nosso padrão cromático (laranjas amarelas e limões cor de laranja e verdes???).
Mas sim, estamos a alimentar-nos muito bem! E claro, o Gallo Pinto (feijão com arroz) já faz parte da nossa dieta. Aliás, não sei como seriam as manhãs sem o pequeno almoço de feijão com arroz…
Posto isto gostaríamos desde já de oferecer-nos para cozinhar um jantar com o pessoal. A ementa já está mais ou menos definida: Guacamole, Pico de Gallo, Empanados de Atum, Salada de couve e como sobremesa panquecas (divinas) com fruta… Quem é que oferece a sua casa?

O típico "casado" num restaurante em Manuel António, é claro... Notam o pormenor da faca e do guardanapo?

La Iguana Chocolate

Na quarta feira fomos à fábrica de chocolate de Mastatal. Com um modelo de gestão irrepreensível e os mais modernos meios de produção, A La Iguana Chocolate é uma grande referência nesta indústria (pelo menos em Mastatal). Aqui ficam algumas imagens da visita:

A sessão de apresentação com um dos administradores do negócio.

A fruta do cacau fresca.

Os fornos onde os grãos de cacau são cozinhados.

A linha de montagem (descascando o cacau…)

A máquina de trituração.

Fazendo chocolates (só com chocolate, nada de leite, água ou afins!)

E claro a degustação (de vinagre de cacau, licor de cacau, leite com chocolate e brownies)!

Para finalizar há que levar um pequeno recuerdo! Compramos chocolate em pó para o próximo foundue :)

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Selva e Protector Solar

Até ao fim de semana passado tínhamos sido “apenas” voluntários na Costa Rica. E isto de ser voluntário é muito cansativo, por isso decidimos ser turistas. E digo-vos já: ser turista na Costa Rica é do melhor!
A zona de Manuel António é das mais turísticas e percebe-se porquê: água quente (muito, quase demasiado), areia fina (finíssima), selva, muita (mesmo muita) boa onda, pessoas dos quatro cantos do mundo a quererem experimentar um pouco de Pura Vida (conjugado com Puro Visa, já que por aqui tudo se paga e Manuel António é considerávelmente mais caro do que a terreola onde estamos)!
No entanto isto de estar em sítios turísticos tem os seus senãos. Uma das coisas que me fez mais confusão foi de estar no Parque Natural (depois de ter largado 10 dólares à entrada) e ter muito mais a sensação de estar num jardim zoológico do que na selva: o caminho princípal tem largura suficiente para passar um carro e está cheia de gringos, na sua maioria de fato de banho, chinelos e protector solar, a procurar uma das praias paradisíacas nos limites do parque. Os animais são muitos, é verdade, mas à frente de cada animal está uma mão cheia de outros animais com a câmara fotográfica a postos. Para além dos caminhos principais há mais 3 ou 4 outras rotas pequenas e acessíveis a todos. É impossível andar fora dos trilhos, pelo que a visita ao Parque Manuel António se limita a isto.
Espero que não me interpretem mal com este post, eu adorei Manuel António! Adorei as praias (uma delas interdita por causa de um crocodilo), ver macacos selvagens (até no hostel…), a vida nas ruas da cidade, ver que tudo é animação turística por aqui, e sobretudo adorei a Pura Vida. Aqui sim deu para sentir o que isso significa J Os turistas têm aquilo que querem: ver muitos animais e praias paradísiacas. Os Ticos têm muito lucro e empregos com este parque, e quanto aos animais podem ser avistados, mas há muita selva para se esconder…Resumindo, a sensação de estar na selva é maior em Mastatal quando vamos para as Cabanas, no entanto ser turista é o melhor!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Foto reportaje II - Manuel António


Aqui está a prova que nos vai dar direito a um jantar pago pela Patrícia (atençao, o Nuno também já se colou)

Este era pequeno, mas verdade seja dita também nao vimos os grandes...

Estes eram visitantes de fim do dia no nosso hostel

Foto tipo lua de mel :P

Praia e Selva... Que se pode pedir mais?

Andavam entre as nossas toalhas na praia. Há uns bons videos de perseguiçoes (fracassadas) para ver quando voltarmos :)


quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Fim-de-semana prolongado

Este fim-de-semana vai ser prolongado. Não, não há feriados mas decidimos ir passear um bocado (há que usufruir do facto de se ser voluntário e de não ter de dar grandes justificações a ninguém). Vamos mais o Shannon (o colega dos Estates) para o Parque Natural Manuel António. Vamos partir na sexta de manhã e só voltamos na 2ª feira. Ainda não sabemos muito bem quais autocarros que temos de apanhar, mas havemos de lá chegar (espero).
O Parque Natural Manuel António é bastante turístico e fica na costa do Pacífico. É um dos sítios onde se podem avistar macacos, preguiças, iguanas e afins. Esperamos trazer fotos de uns animais mais fofinhos ;)
Saludos e hasta Lunes

Meet the People I

Está na hora de vos apresentarmos algumas das pessoas e personagens que temos encontrado por estas bandas. Então aqui vai:

Kathleen
A Kathleen é dos Estados Unidos (NY) e esteve cá 1 mês como voluntária. É a giraça cá do sítio e sentiu na pele o quão inconveniente pode ser o macho latino…
Estudante de relações internacionais, foi a primeira vez que esteva na Costa Rica, adorou Mastatal e tornou-se uma grande amiga de Marcos. Temos muita pena que já se tenha ido embora, é daquelas pessoas que (como alguem nos disse antes de virmos) poderia ser uma excelente amiga não fossem os milhares de quilómetros que nos separam. Ficam as memórias dos excelentes momentos, uma morada de e-mail e um convite para ir a New York J

Taylor
O Taylor é um puto de 15 aninhos dos Estados Unidos (Oregon) que esteve cá como voluntário e depois a fazer o “Imersion Program”, aprendendo espanhol e vivendo com a família do Marcos. Os pais do Taylor tiraram um ano para viajar quando casaram, depois disso continuaram sempre a correr o mundo e fazem questão que os filhos se vejam como cidadãos do mundo. O raio do puto é inteligente que se farta, até faz confusão… Consegues ter uma conversa sobre política ou sociedade com ele e estás sempre a aprender. Quando cá chegamos já não estava a fazer voluntariado e andava sempre com um livro debaixo do braço. Mas não era um livrinho juvenil qualquer, eram calhamaços de literatura de qualidade. Impressionante este miúdo, a sério…

A Kathleen e o Taylor foram os primeiros americanos com que tive a felicidade de privar, e claro que levaram logo com o meu ponto de vista sobre os Estados Unidos e questões sobre como se vive por aquelas bandas… E a verdade é que estou positivamente impressionada com eles! Eles são os primeiros a dizer que o Bush é uma grande mancha na história do seu país e a contestar tudo aquilo que também nós contestamos, como por exemplo a questão das armas e do sistema de saúde. Acho que aprendi a ser mais tolerante com eles.

Ainda faltam pessoas que ficam para um próximo post. Temos tido sorte com as que temos conhecido e estamos sempre à espera que cheguem mais voluntários. Conhecer pessoas tão diferentes é sem dúvida uma das coisas mais interessantes destas viagens.
Com todos eles temos comunicado em inglês e portunhol (com algumas melhorias ao fim de duas semanas, a caminhar para o espanhol). Só falamos português um com o outro, e mesmo assim ás vezes damos por nós a trocar impressões noutra língua qualquer.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Comunicaçoes e afins

Caros amigos,
Existe internet em Mastatal há menos de um ano, no entanto quando há trovoadas fortes ou outras situaçoes é possivel que fiquemos algum tempo sem sinal... Foi o que aconteceu esta semana, e por isso apenas hoje conseguimos actualizar o blog :/ Mas nao desmoralizem e continuem a mandar os vossos comentários, adoramos lê-los :) Já agora, onde anda o pessoal da GEFCO???

Assim como falta a internet também faltam os telefones e a electricidade, o que leva a que ás vezes tenhamos de terminar um jogo de cartas assim:

:)


Trabalho Pesado

Áqueles que pensam que viémos para a Costa Rica ter umas férias exóticas low coast: estão completamente enganados! O trabalho aqui nas Cabañas Siempre Verdes foi bastante pesado esta semana. A sexta-feira foi mais leve, e achamos que o pior já passou, tem tudo a ver com o projecto que estamos a desenvolver. Normalmente acordamos às 6h, para começar a trabalhar lá para as 7.30h até às 12:00h e a tarde é livre.




No entanto o esforço e as dores musculares são compensadas quando vemos algo a nascer do nada pelas nossas mãos, e quando temos oportunidade de passar a tarde assim:

Umas braçadas no rio no meio da selva tropical. Pura Vida!
Claro que começou a chover torrencialmente enquanto lá estávamos, o que já faz parte. Até foi positivo porque refrescou o duro regresso. Sim, porque aqui mesmo ir até ao rio exige um esforço considerável. Vamos ficar com uma forma física invejável.

Dia de La Madre

15 de Agosto é Dia da Mãe na Costa Rica e feriado nacional. Começamos o dia às 8:00h com uma actividade de animação turística em exclusivo para nós: passeio a cavalo + percurso pedestre + mergulho nas “possas” das Cascatas de San Miguel, tudo guiado pelo señor Isidro, o pai de Marcos.
Foi a primeira vez que o Helder andou a cavalo, e pais do Helder preparem-se para ter um cavalo na varanda!


O percurso pedestre até às cascatas teve o bónus de termos visto a nossa primeira cobra venenosa, uma Oropel (Eyelash Palm Pitviper, Bothriechis schelegelli). Eu fui a primeira a vê-la, ela estava calmamente a dormir no caminho onde o señor Isidro e o Helder já tinham passado. Apesar de toda a gente aqui ter uma grande tolerância à vida selvagem (que remédio) não há grandes abébias para as cobras venenosas e a nossa oropel já está algures no céu.

Á tarde estávamos cansados mas à noite não houve desculpas para faltar à fiesta do Dia da Mãe numa vila aqui perto. E que fiesta, completamente Tico Style, algo que não vem nos roteiros turísticos.
As pessoas vieram de todos os lugarejos em carrinhas pic-up ou motas. No Salon Comunal montaram-se umas luzes e sistema de som, cá fora comia-se gallo de pollo e bebia-se imperial. A festa estava montada!
O tipo de música saltitava entre música popular, merenge, trance, slow e regaee, com umas transições e intervenções do DJ de ir ás lágrimas.
Os Ticos dançam que se fartam, têm o ritmo no corpo! O Helder não quis dançar merengue comigo (onde estão os meus colegas do merengue???) e eu não dancei trance, acho que foi justo.

Passamos imenso tempo a observar os personagens: a professora de inglês (voluntária) a dançar com o senhor mais castiço de Mastatal; os rapazes Ticos e Gringos a competir para ver quem ganhava uma dança com a Kathleen; os miúdos a dançar ou a dormir no colo dos pais; até mesmo um sósia de um grande amigo meu andava por lá (Mané, qual é a probabilidade de teres um irmão de mais ou menos 18 anos na Costa Rica?!).

“Autêntico” acho que é uma boa palavra para descrever a fiesta.
No fim, exibição de (barulho de) motas, saltar para o jeep, xixi e cabaña!

Coisas que aqui não existem

- Guardanapos e facas: para quê a faca se podes usar a mão? E os guardanapos são um desperdício enorme de papel, logo se tens a boca suja, limpas à camisola que já por sí estará suja de certeza…
- Banho de água quente: Impensável! 30 segundos depois de saír do duche já estamos a suar outra vez, tomar banho de água quente?!
- Vento: Que saudades de sentir uma suave brisa marinha, ou mesmo um vento forte.
- Andar calçado em casa: Andar calçado em casa significa sujar a casa toda com a lama que constantemente estamos a pisar. Por isso seja na nossa cabana, na casa dos voluntários ou na casa do Marcos, os sapatos (normalmente galochas) ficam à porta.
- Dormir sozinho(s): Seja uma aranha gigantesca, um gecko ou um morcego, nunca estamos sozinhos na hora de dormir.

Quando abandonamos a nossa cabana de manha somos substituidos por este durante o dia...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Foto reportaje

En las Cabañas
Debaixo de cada folha, pedra ou telhado, há sempre algo que se move, que vive!
La casa de los voluntarios
Estes vivem con nosotros :)
...Estao em todo o lado...


Pura Vida es...

Dizer à mãe que se vai à vila buscar ovos e demorar uma hora no bar a beber imperiais, enquanto os voluntários aguardam a chegada dos ovos para fazer um bolo.

Feliz cumpleaños Kathleen!

6-6

Poderia falar-vos do choque cultural, da biodiversidade alucinante que nos rodeia, do nosso trabalho diário, da forma como a comunidade se organiza para resolver os seus problemas ou como estamos a lidar com o clima tropical, mas acho que o primeiro post tem de ser sobre algo realmente importante.
Na Costa Rica Domingo é dia de futebol. Mastatal é um lugarejo, mas como todos os lugarejos daqui tem a sua própria equipa de futebol, equipamento e claro, campo de futebol.

Ás 9h a entrada da Soderia transformou-se num lugar de festa digno de qualquer anúncio da Nike: crianças, jovens, adultos, toda a gente corria atrás da bola. Uns estavam descalços, outros bebiam bebidas energéticas, outros mostravam os seus dotes na arte de dominar a bola. Lá para as 10h chegou o nosso transporte, uma carripana onde entre jogadores da bola e apoiantes (leia-se voluntários) couberam 17 pessoas. O restante pessoal foi de mota a seguir o veículo. A ida até à vila onde foi o jogo foi uma aventura... Quando lá chegamos estava lá toda a gente. Achei engraçado que as “moças em idade de namorar” estavam todas arranjadas apesar de andarem literalmente no meio da lama a tentar não escorregar e estragar o aparato. Servia-se comida, ria-se, bebia-se, enfim, una fiesta!

Na volta uma breve paragem para os jogadores recuperarem forças, ou seja beberem uns copitos. Foram 10 minutos Ticos, ou seja prolongaram-se por meia horita.
Nada mais a dizer! Ah, o resultado do jogo: 6-6… um péssimo resultado segundo o portero e nosso host, Marcos. Será que foi por ter jogado com a camisola da equipa das quinas que lhe oferecemos?...

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

El inicio...

Llegamos! Depois de um dia inteiro a voar estamos a escrever este post do Tranquilo Backpakers Hostel em San José na Costa Rica. Já há muita coisa para contar, as alemãs voluntárias que conhecemos no avião, as cabines de fumadores no aeroporto de Amsterdão (um amontoado de pessoas num espaço de 4x4 m), e claro a multa que o Pablo (o nosso driver) recebeu à saída do aeroporto por não ter a inspecção (ou algo do genero) em dia.
O hostel é muito boa onda, boa música, bom ambiente, muitas nacionalidades... Só o roaming é que nos está a falhar, mas por outro lado as mochilas chegaram sem problemas.
Amanhã é dia de nos fazermos aos buses. Saludos!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Então é agora, não é?

Daqui a 3 horas tenho de acordar. A dúvida será se vou ou não dormir. É estúpido não estar nervosa. Não é por serem "só 3 meses", quando fui a Paris ou Bratislava (só pa dizer que sou viajada) eram só uns dias e estava mais nervosa. A razão tem razões que a razão desconhece...
As despedidas estão feitas, foi muito bom estar com aquelas pessoas que realmente importam, sejam aquelas com que estamos quase todos os dias ou com aquelas que raramente vemos. Desculpem aquelas com que não conseguimos estar mais algum tempo. E daqui a 3 mesitos ("passa num instante pá!") já há muitas promessas de jantares, saídas, almoços e idas à terra! Esta experiência já vale a pena só por isso :)
Amanhã quando alguns de vocês estiverem a ler isto vamos estar "em trânsito" nos cêus, e quando estiverem outra vez a dormir lá para as 3 da manhã vamos estar a aterrar no outro lado do oceano. Depois quando conseguirmos vimos cá contar como está o tempo... Até lá votos de um bom dia de férias ou de trabalho, e vejam lá se não se constipam!

domingo, 2 de agosto de 2009

Apontamentos de última hora III


Surpresa ("qual surpresa?") + Jantar a menos de 15€ + Mega noite de "Sing'a Star" = Dia muito bem passado!
Um apontamento para a pequena Maria Inês que se portou como se fosse gente grande.
Obrigada a todos... E que a próxima festança não seja quando formos para outro sítio longínquo qualquer :)

sábado, 1 de agosto de 2009

Apontamentos de última hora II


É altura de fazer as despedidas. Entre as visitas ao Norte e ao Sul vai havendo também algumas oportunidades de treinar os dotes fotográficos e de detecção de seres vivos! Em cima o bónus da visita ao Algarve :)